#MIMIMI : Cidade Pequena (Com Chameleon)

Em maio de 2013, estreamos uma série de vídeos no meu canal no Youtube chamada #MIMIMI, falando sobre as desculpinhas que inventamos para não fazermos o que queremos, começando pelo mito de que quem mora em cidade pequena não pode sair, se divertir, conhecer pessoas e praticar a sociabilidade.

Como um bônus, falamos com João “Chameleon” Abrantes, um cara que praticamente virou rei da pequena Baependi, em Minas Gerais. A cidade já é chamada por muitos de “ChameleonVille”, e começa a figurar entre os destinos preferidos de artistas sociais espalhados pelo país.

Passo a palavra ao Cham:

Pois é, sargear em uma cidade pequena foi crucial para minha transição de João Abrantes para Chameleon. Visitava de uma a duas vezes por mês Baependi, uma cidadezinha do sul de Minas Gerais que por sinal entrou para o mapa este ano em virtude da beatificação de Nhá Chica. O nível da mulherada de lá em bem top, e ao mesmo tempo elas são muito mais acessíveis que as convencidas cariocas. Como eu era muito tímido, escolhi Baependi para “treinar” a abordagem em mulheres tops… E conforme ia tendo sucesso na cidade, voltava ao RJ mais confiante (o que permitia maios sucesso nas sarges cariocas). Bapendi tem apenas 18.000 habitantes… Com uma semana de permanência na cidade, eu já reconhecia boa parte das pessoas na rua, bem como sabia nomes e até mesmo os “podres” de algumas delas. E por falar em “podres”… Toda cidade pequena sofre de um gigantesco problema: fofoca. Se você não tem algum podre comprovado, o povo então inventa um podre para ter o que falar de você, não tem jeito.

 

Quando comecei a visitar a cidade, ia em alone sarge e naturalmente fui, no começo, tido como o “forasteiro esquisito”. Chegaram a cogitar que eu era algum psicopata, pode isso? (risos) No entanto, com o tempo, fui aproximando-me da desconfiada população da cidade e, naturalmente, suas guardas baixaram e viram que eu não constituía ameaça alguma. E passei a ser muito querido na cidade. Agora, obviamente, com o tempo fiquei manjado… E a minha solução foi permanecer em Baependi, porém sargear em cidades vizinhas.

 

Se eu tivesse de dar um conselho para quem mora em cidades pequenas, seria para sargearem em cidades vizinhas mesmo… E acima de tudo, ser muito discreto e sutil: pelo seu próprio bem e pelo bem das meninas com quem ficar. Eu sei que homem adora espalhar quem ficou, como se fosse um troféu… Mas em cidade pequena isso é muito perigoso. Não se intimidem pela zona de conforto. Pode ser que na SUA cidade você não tenha muita chance, portanto… Vá onde é desconhecido. E prepare-se, pois o sucesso absoluto depende de constantes idas na cidade, não espere conseguir dominar uma cidade em apenas uma ida. O povo das cidades pequenas é desconfiado e precisa de tempo para confiar nos forasteiros. Acima de tudo seja amigo e querido por todos!

 

Se considerarmos que cara saía do Rio de Janeiro para praticar a Arte em uma cidade de menos de 20 mil habitantes e hoje é Trainer de uma das maiores empresas de Sedução do Mundo, não existem muitas desculpas para não confiar no que ele diz.

Bom Jogo!

–Johnny Vice

Chameleon é empresário no Rio, Enviado dos Deuses em Baependi e CEO da Universidade Social

About The Author

João Victor Pinheiro

Sócio Fundador e C.E.O. da Titan Wings, João Victor é um grande entusiasta da Simpleologia e do Mentoring como formas de transformar objetivos em realidade e um Expert na Sociabilidade.

Leave A Response

* Denotes Required Field